loog
UFJ

Roberta Costa Rocha

REFERÊNCIA: Rocha, Roberta Costa. Assentamento rural [manuscrito]: entre o lugar almejado e o lugar vivenciado pelas famílias do P.A. Santa Rita em Jataí – GO / Roberta Costa Rocha. – 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Goiás, Campus Jataí, 2013.
AUTOR: Roberta Costa Rocha
TÍTULO: ASSENTAMENTO RURAL: ENTRE O LUGAR ALMEJADO E O LUGAR VIVENCIADO PELAS FAMÍLIAS DO P.A. SANTA RITA EM JATAÍ – GO
ORIENTADOR: Profª Drª Dinalva Donizete Ribeiro.
ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Organização do espaço nos domínios do Cerrado brasileiro.
LINHA DE PESQUISA: 
DATA DE APROVAÇÃO: 10/06/2013

 

Resumo:

A sociedade está vivendo uma época em que os objetos estão cada vez mais densos e a aceleração tomou conta do espaço. Neste sentido, estudar o lugar é necessário para compreender o processo de globalização, devido à drástica mudança na forma como a sociedade se relaciona com o espaço geográfico, haja vista que cada lugar é único e particular, nenhum lugar é igual a outro. O presente trabalho irá abordar o assentamento rural enquanto representação do lugar e como significação da resistência camponesa e sua permanência no campo, cujo objetivo consiste em explicar como as famílias assentadas se (re)constroem em meio a novas configurações espaciais, considerando o lugar enquanto significação e (re)significação do camponês. Considerando a hipótese de que aquelas famílias buscam por meio do Projeto de Assentamento de Reforma Agrária, a construção ou (re)construção do modo de vida camponês, o lugar abre a perspectiva para se pensar o viver e os processos de apropriação do espaço. O trabalho foi realizado no Assentamento Santa Rita, no município de Jataí, Goiás. Quanto à metodologia, os dados primários, de cunho qualitativo, foram levantados junto às famílias do Assentamento, com entrevistas semiestruturadas. As entrevistas e os questionários foram aplicados por meio de visitas de campo, nos lotes das famílias pesquisadas e os dados secundários foram obtidos por meio de pesquisas bibliográficas e levantamento junto ao INCRA, com o propósito de aprofundar melhor a discussão em questão. Verificou-se que a ação do capital alterou as relações de trabalho e produção dos camponeses, inserindo no seu modo de vida elementos característicos do capitalismo. As famílias vão construindo através do trabalho, o lugar de morada. Percebemos que a permanência no assentamento está atrelada a origem familiar, onde o campo representa o seu lugar de viver, observa-se uma relação de pertencimento.

 

Pdf ícone

TEXTO COMPLETO